Donald, 1942

Esta vai para os desavisados, sobretudo quem pensa que a liberdade de expressão é irrestrita e salvaguarda da defesa do ódio acéfalo. Talvez, aquela expressão “quer que desenhe” funcione melhor neste tipo de afirmativa. Lá pelo começo da década de…

Zaias: diretor e chefe

Duro é perceber que, quando uma pessoa que fez parte de uma página de sua vida se vai, é como um pedaço de lembrança que você não verá mais a não ser na sua mente. Nas memórias do tempo de…

Ray Conniff: Bastidores

Como nascem os clássicos? Como a magia toma forma de música? Será mesmo que Ray Conniff era tão carrancudo que não permitia imagens de seus shows e, muito menos, de seus ensaios? Rei do chamado “easy listening”, o saudoso maestro…

Amor segundo Charlie Brown

Você acha que sabe o que é amor? Pois é, nem eu, nem você e nem ninguém. Existe uma definição prática no dicionário, é claro, mas todo mundo procura a sua forma de compreender o que é este sentimento, na…

Shhhhhh

A maestria de outros tempos da animação, onde certas coisas eram permitidas e outras esquecidas. Um dos trabalhos que mais me fascina, em meio as risadas e a nostalgia das animações, é este curta de 1955, com direção do pai…

Solidão…

Solidão… Desde pequeno a gente aprende a conviver com ela de alguma forma. A falta de uma companhia parece uma constante. Você aprende a aproveitar a brevidade de momentos sociais como se fossem o maior deslumbre de sua vida. O…

Passaporte sim! (2)

“De novo esse negócio?” Em algum momento a pandemia acabou? Por mais que vivamos um momento de constante queda em internações e casos, a sensação de segurança continua sendo acompanhada – pelo menos para os que enxergam o perigo –…

Isaac e a Bossa

Ahhhhh essa coisa que diz, em bom e delicado som, que a música brasileira (de verdade) é tão fascinante que ela virou “erudita”. Pelo menos, era o que pensava (e deve pensar ainda) o legendário maestro Isaac Karabtchevsky nos anos…

Turcos e novelas

Pense num polo de primeira linha de dramalhões televisivos. Se pensou Brasil, já vai longe. Se tentou me responder México, nem perto disso. O novo queridinho dos noveleiros de plantão tem sido a distante Turquia, onde a novela tem sido…

Dick Farney

Romântico, sentimental, profundo, erudito, poético. Não escondo de ninguém que a minha preferencia dentro da Bossa Nova é do sr. Farnésio, ou melhor, do sorridente Dick. Um dos nomes do estilo que mais ouço e aprecio há muito tempo, ainda…