PROSA E VERSO | Noturno (Carla Silva)

Há momentos de solidão, nestes correres da vida, que nunca entenderemos como eles aparecem e permanecem corroendo o ser. Esses períodos insólitos chegam sorrateiros mesmo com o astral firme, tomam conta e te colocam numa espécie de transe, onde qualquer…

Passaporte sim! (2)

“De novo esse negócio?” Em algum momento a pandemia acabou? Por mais que vivamos um momento de constante queda em internações e casos, a sensação de segurança continua sendo acompanhada – pelo menos para os que enxergam o perigo –…

Galo, 50

O que você fazia em 1971? Você nasceu lá? Estudava neste ano? Era adolescente? Adulto feito? Em 1971, a Guerra do Vietnã ainda fervia e Bangladesh tornava-se independente do Paquistão. Em 1971, a criação máxima de Roberto Bolaños, o Chaves,…

Noite Portuguesa

Acabou, enfim! Calma, não é nada triste, nem uma citação coberta de raiva ou frustração, embora, talvez aquela alegria quase raivosa esteja nestas linhas. Ainda inebriado de alegria e passadas duas semanas, impossível é não sentir ainda, mesmo que mais…

BEC campeão, e agora?

Ok, em um jogo truncado e um tanto feio em Criciúma, o Blumenau voltou as boas na Série C do Catarinense e se sagrou campeão com um empate zerado contra o outro time mais forte do certame: o Caravaggio. Confusões…

Isaac e a Bossa

Ahhhhh essa coisa que diz, em bom e delicado som, que a música brasileira (de verdade) é tão fascinante que ela virou “erudita”. Pelo menos, era o que pensava (e deve pensar ainda) o legendário maestro Isaac Karabtchevsky nos anos…

Turcos e novelas

Pense num polo de primeira linha de dramalhões televisivos. Se pensou Brasil, já vai longe. Se tentou me responder México, nem perto disso. O novo queridinho dos noveleiros de plantão tem sido a distante Turquia, onde a novela tem sido…